Minhas Pinturas

Seguidores

Minha lista de blogs

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

QUANDO MENOS É MAIS

Gigi quando bebe e depois bem depois, embrulhada como um presente

Hoje após muitas idas e vindas e de trocar de um incompetente corretor e já estar no terceiro, estou pronta para enlouquecer, ou aprender outro idioma aquele que os corretores falam o IDIOTÊS.  Se digo que quero uma casa com um pequeno jardim e uma garagem e me mostram casas com grandes quintais, piscina, sauna e garagem para 5 carros e arvores, chego a conclusão de que eles falam um idioma diferente do meu. Perco meu tempo, minha paciência, me canso indo e vindo, estou ficando mal educada, mal humorada, só não estou sendo ouvida ou entendida e atendida.
Qualquer dia mato um vou cometer um “ corretorcídio”,  a situação no país está dificílima,  a do Rio de Janeiro pior ainda, segundo as pesquisas viver na cidade do rio de janeiro, é mais caro, do que morar em Paris, mas não sou francesa, nunca fui a Paris, e apesar de arranhar o idioma, e achar as paisagens de lá  muito bonitas,  ainda quero viver no meu país, na cidade onde nasci e fui criada, será que estou pedindo muito? Quero trocar uma casa grande por uma menor, quero ter tempo para mim, ter mais descanso, menos espaço para administrar, precisar de menos pessoas para eu pagar, menos impostos,  se eu conseguir talvez então consiga visitar Paris.
Mas como mudar se as imobiliárias pensam grande e agem pequeno, é bem  assim: - “Vamos vender uma grande casa, por um preço alto, e ganharmos uma grande comissão, ao invés de mostrarmos e vendermos casas pequenas e ganharmos uma pequena comissão...-”  Aí não vendem nada, as grandes casas estão lá sem vender, tive a sorte de vender a minha e por isso também eles não compreendem como posso querer trocar mais por menos, mas para mim o menos é mais. Que Deus me ajude, amém!!
Fim                                                                                                                                               Léah


10 comentários:

  1. Báh, querida Léah, sei bem o que estás passando, sei também que pedimos uma coisa mas muitos corretores, muitas imobiliárias mostram o que eles querem vender. E a tensão vai subindo... E isso acontece também com reformas que tivemos a triste ideia de faze. Mas chega uma hora que damos um basta, e o 'foco' vem. Nós perguntávamos ao corretor como era o tal ap. que estava oferecendo, e só na descrição já dizíamos um NÃO. Que alívio. Lembro que compramos de uma corretora legal, a mulher era melhor 'aparafusada'... E compramos. E depois veio a parte boa que era conosco, a decoração, a arrumação, organização, tudo foi ótimo.
    Você está na pior fase, mas vai passar, lembre sempre disso, pensar ajuda mais a aguentar o tirão. Torço daqui!
    Beijo grande, amiga!

    ResponderExcluir
  2. Compreendo o seu desespero, minha querida, mas vale a pena resistir e usar de todo o seu espírito paciente a fim de conseguir encontrar a sua casa ideal.
    Quando estiver revoltada, pense na sorte que teve e que a ideia de fazer a piscina foi muito boa.
    Estou desejando que tudo resulte otimamente.
    Amiga, força, confiança, coragem!
    Grande abraço, Léah,
    ~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  3. Pues tendrás que tener paciencia hasta que te muestren lo que realmente te interesa. Quizás ese barrio por el que te mueves es de lujo, y por eso las casa son muy grandes, seguramente en otros lugares de la ciudad haya casas más pequeñas...
    Un abrazo léah y que encuentres pronto lo que te gusta.

    ResponderExcluir
  4. Olá Léah.
    Primeiro quero saudar a fiel e bela Gigi. Depois quero dar meu apoio a você, por mínimo que seja, nessa sua luta para comprar sua casa. Taís e eu temos conversado sobre esse assunto; ela me conta da dificuldade de você está tendo para realizar a compra esperada, o mais breve possível, mas não está sendo fácil. Nós também passamos por momentos difíceis como esse que você está passando, mas vamos torcer para que tudo dê certo, e que encontre a casa ideal.
    Um abraço.
    Pedro.

    ResponderExcluir
  5. Amiga Léah, que belo presente, a Gigi :)
    Estou solidária consigo,só lhe posso desejar muita paciência e algum bom humor se conseguir :)
    Um beijinho

    ResponderExcluir
  6. Espero que rapidamente encontre a sua casinha.
    E esta cadelinha é um amor!
    beijinho

    ResponderExcluir
  7. Vender, Comprar, procurar
    é algo que dá muita dor de cabeça.
    Mas ainda bem que ainda podemos fazer isso.
    Bom começo de março.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Penso que por esta altura já tenha encontrado o seu novo cantinho ideal...
    Mas realmente... com essa mentalidade dos corretores... deve ter tido a tarefa, bem dificultada, Leah!
    Beijinho
    Ana

    ResponderExcluir