Minhas Pinturas

Seguidores

Minha lista de blogs

domingo, 20 de junho de 2010

Partir


. Partir


Instalou-se em meu peito, não sei quando,
Uma vontade de partir para não sei onde,
e esta vontade traz-me dor e lágrimas de impossibilidades por não saber para onde ir
o que fazer para satisfazê-la.
Ah, este desejo de partir, que me vem como
o som de um fado, no tanger de uma viola.
Ah, este desejo latente me sufoca e me afaga,
Instalou-se no meu peito, não sei quando,
e me arrasta em pensamentos pelos mares e
ladeiras, ruas estreitas, jardins floridos, praças desertas.
numa louca vontade de partir, de me deixar levar, mas só me vejo a sonhar.
se uma rajada de vento me levasse
e eu como um anjo sem asas voasse,
Encontraria o lugar sonhado? Ou seria o pesadelo, o desespero o desencanto?
Seria a liberdade, ou a prisão?

Para onde me levaria esta insatisfação?
Perguntas sem respostas
E esta vontade insana que vem e vai, suponho ser saudade do que não fui, do que não vivi.
Ou do que já fui e não sou mais, de outras vidas de outras eras.
E para entendê-la me apego a realidade buscando sofregamente uma luz uma razão, para tal loucura e compulsão
Texto -Léah MorMac

sexta-feira, 4 de junho de 2010

bouganville branco no portão

(vendido)                                                                                                      por Léah MorMac
                                                                                              (pintura à óleo)